Estou emagrecendo. Rumo ao peso ideal!!

Por que?





















Olá meninas...
Como vão? Eu ainda estou merecuperando. A RA está mais ou menos, e ainda por cima ontem me aborreci seriamente e acabei comendomais do que deveria. Porque sentimentos como a decepção que eu senti, nos fazem comer mais. Pelo que parece eu ainda não estou conseguindo separar totalmente a emoção da comida. Pesquisando na net, achei um texto muito elucidativo. Vale muito à pena conferir o site. Segue abaixo o texto com a respectiva fonte.

Os alimentos e as emoções

Comer nunca se limitou nem se há-de limitar simplesmente à satisfação da sensação física de fome. Nós comemos não apenas para “calar” o estômago, mas também para satisfazer o apetite e lidar com as nossas emoções.

A partir do momento em que um dos pais oferece o primeiro biscoito ou doce para confortar ou sossegar a criança, os alimentos deixam de ter apenas o seu efeito nutritivo, mas também ganham um sentido emotivo. Desde cedo que os alimentos são usados para celebrar, acalmar ou aliviar de um aborrecimento ou depressão e confortar em momentos de tristeza ou stress emocional. Este comportamento face aos alimentos, é muito comum. Aceitar um pedaço de um bolo de aniversário, porque seria anti-social recusar, dar a nós próprios um pouco de chocolate ou alguns biscoitos após terminar um trabalho difícil ou beber um copo de vinho ou cerveja socialmente, são algumas das normas da vida quotidiana.

O problema chega quando o hábito de comer, de forma emotiva, deixa de ser um consumo saudável e resulta num ganho de peso incontrolável.

Reconhece-se actualmente de que para solucionar o problema de peso da grande maioria dos indivíduos não basta fazer uma dieta de 1500 calorias por dia e fazer um plano de exercícios; muitos especialistas introduzem assim técnicas de modificação comportamental, como abordagem para reduzir e manter o peso corporal equilibrado.

Perceber que comemos movidos por emoções é o primeiro passo para se dar a volta ao problema. As questões e sugestões seguintes poderão ajudá-lo a encontrar soluções para o aumento de peso, provocado por esta forma de comer.

P. Come quando tem fome?

Crie um diário alimentar onde anote o que come, quanto come e quando come e as emoções, ou situações, que desencadearam a vontade de comer. Tomar consciência das motivações pode ajudar a enfrentar a situação. Se está triste com alguma coisa, descubra o porquê e tente resolver. Se está triste, sente-se, escreva porque é que está triste e verifique se não consegue sentir-se melhor sem recorrer à comida.

P. Suspira por algum alimento?

Quando tiver esse desejo novamente, tome consciência do que está a acontecer e tenha a certeza de que consegue resistir, se deixar passar um tempo. Faça uma lista de actividades que o divirtam e captem a sua atenção, pois ajudarão a passar esse momento. Telefone a alguém, caminhe, tome um banho ou beba uma bebida quente.

P. Come porque está deprimido e pensa que nunca poderá ter a imagem perfeita, divulgada pelos media?

Modifique as suas metas e comece a comer bem e a fazer exercício regularmente, não para ser um modelo, mas para estar em forma, emagrecer e sentir-se bem consigo própria.

Combinando umas noções simples e claras sobre nutrição e conselhos de exercício práticos eficazes é, para muitos, apenas metade da solução quando tentam ter uma perda de peso permanente. Compreender as razões da sobrealimentação, fazer frente a esta e encontrar estratégias práticas para mudar este comportamento contribuirá para perder os quilos que tinha fixado como objectivo.

Fonte

Mudando de assunto, até porque a vida anda, eu lembrei que não falei pra vcs da festinha do feriado. Gente me superei. Fiquei tão orgulhosa!! Não comi quase nada. Nem provei do bolo. Salgadinho frito? Nenhum! Refri? Nenhum copo! E além disso virei criança de novo e passei a maior parte da festa jogando sinuca, totó e pulando na cama elástica! Me diverti um monte sem sair da RA. Foi um ótimo dia.
Gente agora eu vou indo, pq vou almoçar e ir pra minha aula de jump, que não faço há quase duas semanas por causa da gripe forte. Bjos


9 amigos comentam:

Debora disse...

Ótimo texto :)

Rsrs, quando eu tô triste ou coisas do tipo eu como d+. Nossa, grande falha essa heim srs. Acho que mta gente faz isso.

Beijos

Graci disse...

Essas coisas são normais pra quem ta acima do peso.

Comer por complusão, tristesa, ansiedade afffff


Mas vamos aprender a nos controlar...

beijocas

Juliana disse...

Oii Fabi!!
Espero que tenha melhorado um pouquinho da gripe!!
Ninguem merece né??
Menina amei o seu post de hoje, aprendi muitas coisinhas que vou começar a fazer, principalmente quando eu estiver triste!
Valeu linda!!
Um ótimo final de semana
beijinhosss

Camila disse...

Fabi,

mais uma vez, amei o seu post...Muuito bem escrito! Sempre achei muito importante o entendimento do link entre emocoes e alimentacao...

E olha só, espero que voce tenha um final de semana com muita alegria, sem decepcoes e ansiedade...E claro, de RA firme!

Bjo

Noivinha Lú disse...

Nossa, Fabi! Essas dicas são ótimas! É bem isso que acontece comigo e tá tão difícil de conseguir passar por cima da ansiedade! Não consigo me controlar e depois ainda fico triste e culpada! Parabéns pela força de vontade que teve no aniver... ainda chego lá, vc vai ver!
Um super bjo e ótimo findi!

Simone disse...

Todas passamos por isso nem que seja um poquinho, o importante é que vc sabe que esta ocorrendo de errado e pode fazer algo mediante a isso.

OBRIGADA POR TODO APOIO

UM ÓTIMO FINAL DE SEMA, PERFEITO

BEIJOS

Litha disse...

Querida, como eu sempre disse; gordo nenhum faz dieta e segura ela pra sempre sem uma mudança de pensamento. Muitos precisam de ajuda psicológica (é o meu caso) para conseguir separar a comida das emoções. Sempre que me perguntam, sugiro a terapia para tratar a ansiedade e o desconto de frustrações na comida =)

O texto está certíssimo, muito bom.

Beijos!

♥Nessa♥ disse...

Oi Fabi !

É isso menina vamos está com certeza mais magra !

Tb curto muito sobre moda !
Bjs

Paula Cavalcante disse...

Sempre achei que os sentimentos são associados a atos as vezes sem medição mesmo...mas já passou, siga firme e forte, ok!! Já estou de volte viu! Bjs!!

Postar um comentário

Ah, vai... comenta! Sugere! Opina! Pede!
Obrigada pelo carinho de vocês!
Muuuuitos beijos
Fabi

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

up